11 de maio de 2017

Trechos de entrevista do Harry para a Rolling Stones

Harry Styles quer nos matar do coração real oficial. O cantor falou em sua entrevista para a capa da revista Rolling Stone sobre a pausa do One Direction, a saída do Zayn, sua carreira solo e como seus romances passados inspiraram seu novo álbum.


Sobre a pausa da banda


“Eu queria me impor. Tinha músicas que eu queria escrever e gravar, e não ter simplesmente alguém falando ‘aqui está a demo que eu fiz’. Toda decisão que tomei desde os 16 anos foi feita em democracia. Eu senti que era hora de tomar uma decisão sobre o futuro… e talvez eu não deveria depender dos outros. Eu amo a banda, e nunca descartaria nada no futuro. A banda mudou a minha vida e me deu tudo.”

Sobre os comentários recentes do Zayn a respeito do 1D

“Eu acho uma pena que ele se sinta desse jeito, mas eu nunca desejo nada além de sorte a qualquer um fazendo o que ama. Se você não está gostando de algo e precisa fazer outra coisa, você absolutamente deve fazer isso. Eu estou feliz que ele está fazendo o que gosta e desejo boa sorte a ele.”

Sobre o romance com a Taylor Swift

“Quando eu vejo fotos daqueles dias, eu penso: ‘Relações são difíceis em qualquer idade. E, somando que você não entende de verdade como isso funciona quando tem 18 anos, tentar navegar por todas essas coisas não foi fácil. Quer dizer, você já é estranho para começar. Você está em um encontro com alguém de que você realmente gosta. Deveria ser simples, né? Foi um momento de aprendizado, com certeza. Mas no fundo eu só queria que fosse um encontro normal.”

“Algumas coisas não dão certo. Tem muitas coisas que podem ser certas, mas ainda são erradas. Eu estou escrevendo músicas sobre coisas como essas. Eu gosto de tirar o chapéu para o tempo que passamos juntos. Você está celebrando o fato de que foi poderoso e te fez sentir algo, em vez de ‘isso não funcionou e agora é ruim’. E, se você esbarrar nessa pessoa, talvez seja estranho, talvez você tenha que ficar bêbado… mas vocês dividiram algo. Conhecer alguém novo e dividir essas experiências é a melhor coisa do mundo. Então, obrigada.”

Sobre as músicas dela [Style e Out Of The Woods, especificamente]


“Quer dizer, eu não sei se são sobre mim ou não, mas a coisa é: ela é tão boa que elas estão por todos os lugares. Eu escrevo sobre as minhas experiências, todo mundo faz isso. Eu tenho sorte se [tudo que passamos juntos] ajudou a criar aquelas músicas. É o que toca seu coração. São as coisas mais difíceis de dizer, e é sobre o que eu menos falo. Essa é a parte sobre duas pessoas. Eu nunca vou dizer tudo a alguém.”

Aproveitando o momento que estamos falando de Taylor e tal, tem gente especulando sobre se Two Ghosts é sobre ela. 





Vocês viram a foto acima, certo? É um trechinho do trailer do documentário do Harry, e acontece que, mesmo sendo um momento rápido, não passou despercebido pelos fãs, que resolveram tirar print e dar zoom na imagem para descobrir o que estava escrito ali. O resultado foi a letra de Two Ghosts, uma das músicas novas do cantor (que inclusive está em um trechinho do trailer).



Same lips red, same eyes blue
Same white shirt, couple more tattoos,
But it’s not you, and it’s not me,
Tastes so sweet, looks so real,
Sounds like something that I used to feel,
But I can’t touch what I see
We’re not who we used to be,
We’re not who we used to be
We’re just two ghosts standing in…

Same lips red… same white shirt… reconheceu o trecho de algum lugar? Ele é muito parecido com uma parte da música Style, da Taylor Swift, que supostamente fala sobre seu romance com o Harry.


You got that James Dean, daydream look in your eyes
And I got that red lip, classic thing that you like
And when we go crashing down
We come back every time
‘Cause we never go out of style
We never go out of style

You got that long hair slicked back
White T-shirt
And I got that good girl faith
And a tight little skirt


No show que fez para o lançamento do álbum, Harry falou que escreveu a música há 3 anos, antes de Style ser lançada, e uma galera tá achando que também pode ser para o Louis.


E aí, vocês acham que é pra Taylor mesmo, pro Louis ou é só uma música e não precisa ser para alguém específico?


Sobre a maior inspiração do seu álbum – a relação mais significante que Harry teve nos últimos anos (Talvez Kendall Jenner?)

“Ela é uma grande parte desse álbum. Às vezes você só quer abaixar a ponta do chapéu, e às vezes você quer tirar o chapéu inteiro… e eu espero que ela saiba que é para ela.”
Créditos: Capricho
Adaptação: CF1DBR

Nenhum comentário:

Postar um comentário